O Jogo Perfeito de J. Sterling



Sinopse
Conta a história de dois jovens universitários, Cassie Andrews & Jack Carter. Quando Cassie percebe o olhar sedutor e insistente de Jack, o astro do beisebol em ascensão, ela sente o perigo e decide manter distância dele e de sua atitude arrogante. Mas Jack tem outras coisas em mente ... Acostumado a ser disputado pelas mulheres, faz tudo para conseguir ao menos um encontro com Cass. Porém, todas as suas investidas são tratadas com frieza. Ambos passaram por muitos desgostos, viviam prevenidos, cheios de desconfianças, antes de encontrar um ao outro, (e a si mesmos) nesta jornada afetiva que envolve amor e perdão. E criam uma conexão tão intensa que não vai apenas partir o seu coração, mas restaurá-lo, devolvendo inteiro novamente.

Considerações
O jogo perfeito é o primeiro livro da trilogia Game Series.

O amor entre os protagonistas começa de uma forma “rápida”, porém o livro é muito engraçado e possui cenas apaixonantes.
Jack é a provável próxima estrela do beisebol, por conta disto ele é o típico babaca da faculdade que possui o ego inflado pela fama e sai com várias garotas. Ele se irrita facilmente, porém se mostra pessoa carinhosa. 
Cassie gosta de fotografia e é uma personagem engraçada, principalmente quando ela tenta evitar a aproximação de Jack (e falha). Ela tem algumas atitudes irritantes devido ao seu senso de autoproteção.
No começo do relacionamento dos dois Cassie impõe algumas regras e Jack tenta cumpri-las e ser um bom namorado, até muda seu comportamento.  A história então segue com o desenvolvimento e os altos e baixos do relacionamento, além do dia a dia dos dois.

“-Quando você sonha apenas em fazer uma única coisa em sua vida, é quase impossível pensar em outra qualquer. Você não sabe como. É tudo o que você sempre quis, e não só vai lutar para chegar lá, mas também vai lutar para continuar. ” -pag. 93

Temos elementos que nos permite conhecer um pouco de beisebol e fotografia. O mais legal é como a autora demonstra o assédio por trás do mundo dos esportes. Como as “tietes” podem ser irritantes e invasivas e até que ponto podem chegar.  O livro também aborda relacionamento a distância, planos para o futuro, pais ausentes, confiança e mais alguns temas delicados à cerca da adolescência.  

“Relacionamento a distância significa inúmeras horas de conversa pelo telefone. Conversa de verdade. Porque é tudo o que vocês têm quando não podem simplesmente pegar o carro e ir até a casa do outro. Vocês têm mesmo de conhecer um ao outro. Durante esse tempo separados, os vínculos que vocês criam podem se tornar tão sólidos como vigas de aço. “  -pag. 94

O final é angustiante, Jack exagera nas suas atitudes e age de forma imprudente por ainda remoer seu passado. É o momento que você quer sacudir o personagem e falar “acorda para a vida cara! ”.  Apesar da bomba que aparece nas últimas páginas a autora consegue concluir o livro sem enrolação e a história termina bem, possuindo um epílogo no final. 
Não há problema caso você não pretenda ler a continuação da série já que este livro possui um final bem resolvido.

“Todas nós carregamos feridas. É assim que sabemos que levamos uma vida que vale a pena. O amor é um campo de batalha, como já disse Pat Benatar. “ -pag. 202

A leitura é bem fluida e gostosa, composta em sua maior parte por diálogos entre os personagens. O livro é separado por capítulos médios, o que torna a leitura menos cansativa, e a narrativa é alternada entre Cassie e Jack.

Bônus: Leiam os agradecimentos no final do livro, juro que vale a pena. Rs



| Editora: Faro Editorial
| Autora: J. Sterling
| Páginas: 224
| ISBN:  9788562409165
Skoob


Share this:

JOIN CONVERSATION

    Blogger Comment

0 comentários:

Postar um comentário