“Quadrinhos do Gelo do Eremita do Iceberg" de Diego Marinho - HQ



Amo histórias em quadrinhos. Como muitos sabem, sempre procuro ser um leitor assíduo delas. Sempre que vejo uma história como “A turma da Mônica” ou tirinhas como as da “Mafalda”, dou uma lida, porque é parte da minha infância e nesses momentos aquela nostalgia deliciosa me invade ao ter contato com esse tipo de literatura.

Quando peguei e folheei este livro a nostalgia me invadiu como costuma fazer e me deixou curioso para saber a forma de comunicação e do que se trata a obra em si. Diego mistura assuntos sérios, mas ao mesmo tempo tornando-os mais leve. Assuntos aleatórios e com personagens criados por ele e outros já existentes na televisão, videogame, e outras mídias estão na obra "Quadrinhos de Gelo do Eremita do Iceberg"

O livro contém 6 partes e em cada uma delas estão inseridos vários personagens. Cada início dessas partes o personagem principal, O Eremita, nos apresenta de uma forma bem descontraída.


O primeiro é o “Deprecão”, várias tirinhas de um cachorro solitário e depressivo. Apesar de ter esses sentimentos tristes, ele consegue tirar boas risadas do leitor com pensamentos para lá de engraçados. Uma boa parte das tirinhas do personagem fica por conta de trocadilhos usados no nosso cotidiano e até mesmo ditados populares... ah e sempre acompanhados de uma boa dose de humor.


O Segundo é o “Jimmy, o puro”. Uma criança inocente vivendo situações do dia a dia de uma forma leve, divertida e cômica. Assuntos como escola, relacionamento com os pais e descobrindo as coisas do mundo na visão de uma criança são abordados de maneira prática e que nos faz até parar para refletir determinados dizeres.


O terceiro tem poucas tirinhas, mas não é o menos importante. O “Mago Hellmonte”, com traços de mangá, é um vilão com o intuito de fazer o que a maioria dos vilões quer: Dominar o mundo e fazer o mal. Porém, não são os heróis que o interrompe de cumprir as suas missões maléficas, mas sim sua mãe. Contém histórias misturando fantasia e até mesmo um pouco de política.
Como no título “Originais aleatórios”, a quarta parte fica por conta de diversos personagens criados pelo autor. Não há nenhum personagem principal, vai do Unicórnio com o poder de teletransporte à girafa confessando a sua parceira que é um Brontossauro. Uma delas, por exemplo, é uma crítica feita ao governo por conta de investirem mais em estádios durante a Copa do que hospitais e outras áreas mais necessitadas.
A quinta é minha preferida. Sátiras de personagens conhecidos como Mickey Mouse, Cavalheiros do Zodíaco, He-Man, Super Mário, Sonic, entre outros fazem parte de tirinhas irônicas usando trocadilhos e frases do próprio mundo deles. Ver personagens que gosto tanto em tirinhas foi algo muito legal e divertido. Se a nostalgia me encontra ao ter contato com quadrinhos, imaginem juntando eles com personagens da minha infância.
A última parte é o recado final do “Eremita” mostrando as reações das pessoas após dizer que ele utiliza nos quadrinhos óleo de baleia.


 Achei os desenhos apresentados para construir através dos traços à narrativa. O autor soube passar com os desenhos e diálogos perfeitamente a moral ou a compreensão das histórias em si. Com desenhos simples, mas práticos e de fácil identificação. Gostei do livro escrito e desenhado pelo autor. A arte da capa, o papel, diagramação estão muito bem trabalhados. Enfim, este é um livro que recomendo aos fãs de quadrinhos e até mesmo aqueles não tem o costume, assim como eu.
O autor possui um blog que há várias tirinhas, para acessar O Eremita do Iceberg, pode clicar aqui.
Bom pessoal, espero que vocês visitem o blog do artista, porque compensa muito, sem falar que é muito engraçado. Não esqueçam que temos mais resenhas e dicas para vocês aqui mesmo, obrigado e abraços.


Share this:

JOIN CONVERSATION

2 comentários:

  1. Bento!
    Gostei desse quadrinho, principalmente porque está bem dividido em vários temas e apesar das ilustrações serem simples, são coloridas e chamam a atenção.
    “Saber de cor não é saber: é conservar aquilo que se deu a guardar à memória.” (Michel de Montaigne)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de MARÇO, livros + KIT DE PAPELARIA e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  2. Adoro ler quadrinhos, essas ilustrações estão impecáveis, com traços muito bonitos.
    Também acho muito legal quadrinhos que retratam críticas com uma pegada cômica.

    ResponderExcluir