O Diabo Veste Prada - Filme



Amigos de praxe, hoje iremos falar de um dos filmes mais fashion que a “Rainha do Oscar” já fez, sem mais delongas.
 Este filme revela de forma genial os bastidores do universo fashion, particularmente os mecanismos que regem os editoriais de moda. Em O Diabo Veste Prada, inspirado na obra de Lauren Weisberger, o enredo gira em torno da arrogante Miranda Priestly, alterego da poderosa Anna Wintour, editora de moda da Revista Vogue americana.
Na trama, Miranda, interpretada magistralmente por Meryl Streep, trabalha na Revista Runway submetendo e humilhando suas funcionárias e todos que, no mundo da moda, a temem e se submetem a ela, uma vez que a editora parece comandar de cima de seu trono Prét-à-Porter os destinos de grifes e estilistas do próprio mercado fashion.
Andrea, vivida por Anne Hathaway, é a jornalista recém-formada em busca de uma oportunidade de trabalho. Trazendo em sua bagagem inúmeras expectativas e um total desconhecimento da esfera da moda, ela vai para Nova York e, sem imaginar o que a aguarda, é contratada para atuar na Runway.

Todos torcem o nariz para ela, não só Miranda, mas suas próprias colegas que a humilham da mesma forma como a chefe as despreza. Inicialmente Andrea se recusa a adotar os valores e a aparência daquelas que ela denomina de ‘saltinhos’, por seguirem rigorosamente os padrões da moda, incluindo sapatos com os saltos mais altos e finos.


A jornalista, que nunca se importou com a aparência e adota um estilo totalmente pessoal e despojado, como se desprezasse literalmente o figurino feminino, entra imediatamente em confronto com o novo ambiente, mas ao mesmo tempo decide encarar o desafio e, aos poucos, vai dominando seu trabalho.
Miranda, porém, não facilitará sua vida. Nem mesmo sua 1ª assistente Emily (Emily Blunt), que tenta desde o início sabotar sua tentativa de conseguir o emprego na revista e tenta ser um clone da chefe em relação aos colegas de trabalho. Antes de Andrea, várias outras candidatas haviam experimentado permanecer como 2ª assistente, sem êxito algum. Ironicamente este cargo é visto internamente com desdém, mas é cobiçado por inúmeras profissionais.
Tanto Miranda quanto Emily transmitem a Andrea os piores encargos, mas gradualmente a garota vai conquistando a confiança da poderosa editora e transcendendo o potencial de Emily, mas a jornalista paga um alto preço por sua transformação em um ‘saltinho’, cobrado sem demora por seu namorado e pelos antigos amigos.
Esta comédia, recheada de cenas engraçadas e picantes, levanta questões no mínimo interessantes. Afinal, Miranda é realmente uma líder diabólica ou uma mulher forte, temperamental, assumindo tarefas normalmente destinadas aos homens, e que neles seriam vistas com naturalidade?



E Andrea, até que ponto ela pode assumir determinados valores e comportamentos impostos pelo convívio social sem distorcer sua própria personalidade? Como conciliar mundos tão distintos, uma vez que desejar vencer como profissional não é nenhum crime? Estas e outras indagações ganham um significado ainda maior quando se sabe que o filme é inspirado em uma história real, vivida pela própria autora de O Diabo Veste Prada quando ela trabalhou na Vogue sob as ordens da implacável Anna Wintour.
A direção segura e precisa de David Frankel, o figurino deslumbrante de Patrícia Field e a contagiante trilha sonora transformam este filme em uma das mais saborosas comédias desta década. Sem falar nas brilhantes atuações de Meryl e Anne, e na pequena participação da modelo Gisele Bündchem como a editora de uma revista de moda.
Espero que tenham gostado e fiquem espertos com mais resenha e dicas aqui mesmo.
Trailer





Share this:

JOIN CONVERSATION

5 comentários:

  1. Oi!!
    Nossa, eu amo esse filme! Lembro de assistir muuuito tempo atrás, pq minha mãe adorava e assistia toda hora! Acabou que eu também gostei muito do filme, e depois também fui ler o livro! Adoro Diabo Veste Prada, e poderia assistir mais mil vezes!

    BJS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, esse filme realmente tem pontos muito interessantes!
      Acho que é mais um daqueles filmes essenciais para se ver na vida, sem falar que a poderosa da Meryl está mais linda nesse filme que qualquer outro que vi dela(apenas uma opinião particular). Obrigado por ler, beijos!

      Excluir
  2. Bento!
    Já assisti muitas vezes esse filme e todas as vezes que passa novamente, assisto, simplesmente porque adoro a atuação da Meryl e da Anne, são duas atrizes que moram no meu coração.
    Filme mais que recomendado, sem contar que tem horas que me acabo de rir com a personagem da Anne...
    Bom final de semana!!
    “Se sabemos exatamente o que vamos fazer, para quê fazê-lo?” (Pablo Picasso)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de MARÇO, livros + KIT DE PAPELARIA e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rudynalva, realmente esse filme arranca boas gargalhadas e espantos ao mesmo tempo, como citei a cima é um filme essencial para se ver pela mensagem que o filme tem a passar, principalmente no setor profissional! Obrigado por ler e beijos...

      Excluir
  3. Eu assistir esse filmes umas 88585488484 vezes hahah
    Ele mostra alguns lições que podemos levar para vida, principalmente no inicio e final
    Engraçado e divertido ao mesmo tempo dramático, eu super indico esse filme

    ResponderExcluir