O lado feio do amor de Colleen Hoover


Sinopse

Quando Tate Collins se muda para o apartamento de seu irmão, Corbin, a fim de se dedicar ao mestrado em enfermagem, não imaginava conhecer o lado feio do amor. Um relacionamento onde companheirismo e cumplicidade não são prioridades. E o sexo parece ser o único objetivo. Mas Miles Archer, piloto de avião, vizinho e melhor amigo de Corbin, sabe ser persuasivo... apesar da armadura emocional que usa para esconder um passado de dor. O que Miles e Tate sentem não é amor à primeira vista, mas uma atração incontrolável. Em pouco tempo não conseguem mais resistir e se entregam ao desejo. O rapaz impõe duas regras: sem perguntas sobre o passado e sem esperanças para o futuro. Será um relacionamento casual. Eles têm a sintonia perfeita. Tate prometeu não se apaixonar. Mas vai descobrir que nenhuma regra é capaz de controlar o amor e o desejo.

Personagens

Este é um livro que realmente vale a pena falar de todos os personagens. Eles são bem cativantes e cada um tem seu papel na história.
Tate é uma menina gentil de bom coração, tem um ótimo senso de humor e sentimentos bem fortes, já Miles esconde seus sentimos o tempo todo e não gosta que lhe façam perguntas, mas por trás de sua “armadura” é uma pessoa muito gentil que ama demais. Tate gosta de compara-los como sólido e líquido, visto que ela é “transparente” e deixa que ele perceba os seus sentimentos e emoções, mas nunca consegue perceber os dele. 

“Não, Miles. Eu sigo. É assim que funciona entre nós. Você é sólido, eu sou líquido. Você separa as águas, eu sou seu rastro” 

Corbin é o irmão super protetor da Tate e passa a maior parte do tempo fora de casa. Rachel é a ex que mexeu com Miles, você se cansa de tanto ler o nome dela durante o passado dele. Um personagem que chama atenção é Cap, um velhinho que apenas aperta o botão do elevador para as pessoas subirem, mas que saber ser um ótimo ouvinte e dá ótimos conselhos sem dar um sermão. Ele é engraçadíssimo e tem um papel todo especial no livro ajudando tanto a Tate quanto Miles.

“- Já escutou aquela expressão “ quando a vida te der limões”...
- Faça uma limonada – digo, terminando a frase dele.
Cap olha para mim e balança a cabeça.
- Não é assim. Quando a vida te der limões, é melhor saber nos olhos de quem você precisa espremê-los.
Rio, pego outra fatia de pizza e me pergunto como diabos um octogenário acabou virando meu melhor amigo. ”  - Cap para Tate

 “Algumas pessoas...ficam mais sábias quando envelhecem. Infelizmente, a maioria só envelhece. – Ele vira-se para mim. – Você é um dos que só envelhece, porque é tão burro quanto no dia em que nasceu.” - Cap para Miles

Temos também o Ian, que é amigo de Miles há muito tempo, ele ganha mais atenção no final e fica um pouco neutro durante o resto do livro. Por fim Dillon, que é aquele personagem que você odeia desde o começo do livro. É um homem casado e mesmo assim dá em cima de tudo quanto é mulher.

 Considerações

Colleen Hoover realmente é maravilhosa! Sua escrita é muito cativante, você pega o livro e logo nas primeiras páginas não quer mais largar.
O lado feio do amor é um livro único e seus capítulos são alternados: os narrados pela Tate contam o presente e seu ponto de vista e os capítulos narrados pelo Miles contam seu passado e o motivo por seu coração ter uma parede de gelo em volta. Achei isso um aspecto bem interessante no livro porque geralmente os livros só narram o passado do personagem lá pelo meio ou final da história e neste livro logo no segundo capitulo você começa a desvendar o que aconteceu e aparece uma surpresa atrás da outra. 
Dei muitas risadas lendo esse livro e me apaixonei pelos personagens, tive até vontade de dar uns tapas em alguns. A Tate e o Miles possuem pouco tempo visto que os dois trabalham e a Tate ainda tem que arrumar tempo para estudar, então algumas passagens do livro você tem a impressão que é tudo muito rápido devido ao pouco tempo que eles possuem e outras passagens você tem a impressão que tudo ocorre lentamente. Uma coisa que me dá nervoso no livro é a Tate andando para lá e para cá na rua de jaleco, algo que não é muito certo para uma enfermeira que chega a trabalhar 12 horas. 
O livro mostra que o amor é igual uma rosa: tem a delicadeza e suavidade das pétalas, mas também tem a rigidez e aspereza de um espinho. Retrata a parte bonita de se amar e a parte feia, que são as decepções, problemas no relacionamento, desentendimentos.... Isso é bem legal porque o livro nos dá uma lição de moral: devemos sempre seguir em frente, mesmo que demore muito tempo para se aceitar as coisas. 

“Um beijo é mais fácil do que o que estamos fazendo. Quando beijamos, fechamos os olhos. Dá para esquecer os próprios pensamentos beijando. Dá para esquecer a dor, a dúvida e a vergonha beijando. Quando fechamos os olhos e beijamos, nos protegemos da vulnerabilidade” – Tate

É aquele tipo de livro “amorzinho”, tem aqueles conflitos que te deixam com raiva e aflito, mas no final tudo termina lindo. Recomendo para quem está procurando uma história cheia de surpresas e para confortar o coração. 




| Editora: Galera Record
| Autora: Colleen Hoover
| Páginas: 336
| ISBN: 9788501105738

Share this:

JOIN CONVERSATION

7 comentários:

  1. Da Collen eu ainda não li nada, mas em breve lerei ''Métrica'', amei os quotes mostrados, gostei da personalidade de Tate e Ian, é uma pena que você tenha pego ódio de Dillon, péssimo quando não conseguimos nos envolver com algum personagem, a escrita da autora aparenta ser envolvente e fluida, com reviravoltas, gosto quando o livro alterna o ponto de vista, muito bom saber que o livro é leve e conseguimos rir as vezes, bom para descontrair.. enfim, amei a indicação e espero ler o livro com urgência

    ResponderExcluir
  2. Eu fui no evento da Record em Belo Horizonte e eles falaram desse livro, confesso que não me senti atraída pela história no dia, e depois da sua resenha entendi melhor do que se trata o livro e até cogitei tentar ler, mas, entretanto, toda via, ainda não sei se conseguiria chegar até o final, não é o tipo de historia que gosto de ler.
    Parabéns pela resenha, muito bem colocado os pontos da história.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Nesse livro ela realmente arrasou. Tenho um caso de amor e ódio com alguns dela, mas esse foi um que me conquistou em tudo. Os personagens, todos valem a pena mesmo, são bem construídos e você consegue simpatizar, ver pelo lado deles, sentir o que sentem e etc. E também essa escrita que ela usou para falar do passado, tão crua e poética...amei isso. Foram as melhores partes do livro pra mim, quando ele narrava o que aconteceu. A cena do lago/rio foi de partir o coração porque a escrita passou emoção demais e de forma simples e triste, bela. É um livro que vale a pena ler e reler.

    ResponderExcluir
  4. Sempre quis ler algo dessa autora então não sei o porquê de ainda não ter começado rs
    Todo mundo fala super bem dos livros dela inclusive de O Lado Feio do Amor, acho que vou começar por ele então.
    Amei sua resenha, é daquele tipo que nos deixa ansiosos para ler logo o livro.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Que resenha maravilhosa! Eu soube que vai/tem filme desde livro, estou certa? Não sei se seria uma leitura para o momento que estou, mas quem sabe um dia eu leia? Gostei muito da sua resenha e da sua sinceridade. A lição que você disse que levamos conosco após a leitura é bem tocante e uma verdade.
    Parabéns pela resenha!
    Boas leituras :)
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem?
    Ainda não li nada desse autora, mas sempre vejo muitos elogios sobre suas obras e sua maneira de escrever. Amei sua resenha, clara e sincera. E com suas palavras, fiquei mais ansiosa para ler esse livro! Com certeza uma ótima leitura. Obrigada por sua belíssima dica. Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Oi Fabiana... fiz a leitura deste livro ja faz um tempinho. A leitura é fluida mais pra mim foi um amorzinho passageiro. Não foi algo que me marcou, foi uma leira boa e nada a mais.

    ResponderExcluir