Não tão primos de Renan Merlin

“A angustia de não ser aceito é grande, mas jamais tentarei ser alguém que não sou só para tentar agradar as pessoas.”

Bernardo é um adolescente de 15 anos que é apaixonado pelo menino mais bonito do colégio, Matheus. Mas Ber não acredita que algum dia terá chance de ficar com ele. Os melhores amigos de Matheus, Vítor e Jonatas, são os garotos mais violentos do colégio e adoram persegui-lo. 
Durante as férias Ber resolve se matricular para fazer natação e para sua total surpresa Matheus será seu instrutor. Ele fica de queixo caído quando o vê chegando. Eles acabam sendo parceiros nas atividades das aulas já que Ber é o aluno mais novo. Um dia ele acaba ouvindo uma conversa de Matheus com o outro professor, a escola entrará em recesso e ele ficará sem local para treinar para uma competição que acontecerá em um mês.
Ber decide oferecer a piscina de sua casa para que ele possa treinar e em troca Matheus pode dar aulas particulares durante o recesso. Tudo transcorre bem durante as aulas particulares. Em um dos dias de aula está chovendo muito forte e Ber acredita que Matheus não vai aparecer já que não é possível usar a piscina. Uma hora depois do horário marcado para a aula a campainha toca e quando ele atende é Matheus que está encharcado da chuva. Ber o convida para entrar e fala para que ele vá tomar banho para não ficar gripado. 
Matheus diz que está nervoso com a competição que se aproxima e que Ber é uma das pessoas mais próximas que ele tem e que ele foi até lá para conversarem. Os dois acabam se beijando, mas como a mãe de Ber estava para chegar ele logo foi embora. Mas alegria dele durou muito pouco, Vitor e Jonatas viram Matheus saindo da casa de Ber e começaram a zoar ele que desconversou e foi embora.
No mesmo dia à noite Ber vai a shopping com sua melhor amiga Gabi e na hora em que está indo embora sozinho encontra com Vitor, Jonatas e Matheus. Jonatas segura Ber e Vitor acerta um soco em seu olho e Matheus apenas assiste. Ele chega em casa arrasado e conta apenas parte da história para sua mãe.

“É incrível como o medo toma conta da gente. Basta um pequeno estimulo para cutucar a zona traumática e o psiquismo perder completamente o controle.”

Chega o dia de voltar para colégio e Ber teme encontrar seus perseguidores. Mas ele acaba não indo no primeiro dia de aula, seu primo Gustavo, que na verdade é filho de uma prima de sua mãe, está chegando e ele acaba indo buscá-lo. Gustavo vai morar com eles para cursar o último ano do Ensino Médio no colégio de Ber, pensando na preparação para o vestibular.
Quando crianças os dois eram muito amigos, Ber morava na mesma cidade de Gustavo. Depois que Ber se mudou eles acabaram perdendo o contato. O quarto em que Gustavo irá ficar está em reforma e os dois terão que dividir o quarto até o fim da obra. Os dois acabam ficando muito próximos e Gustavo acaba trazendo esperança de mudanças e felicidade para a vida de Ber. Mas Matheus acaba retornando para a vida dele que terá que decidir qual rumo seguir.

“Senti-me muito abandonado no decorrer da minha vida. Às vezes, me afastei de algumas pessoas por medo de que elas me julgassem, mas, na verdade, quem estava ali, sempre me julgando era eu mesmo.”

 
Considerações

Este é um livro que trata de alguns temas delicados e que devem ser debatidos, como homossexualidade, homofobia e aceitação. A forma com Renan escreve nos permite exercitar a empatia, a nos colocar no lugar de Bernardo e tentar entender todo o seu sofrimento. Além de buscar a aceitação da sociedade ele tem que trabalhar a autoaceitação. O apoio incondicional de sua mãe e de sua melhor amiga Gabi é um fator importantíssimo nesse processo. A chegada de Gustavo em sua vida ajuda e muito, tanto que ele consegue enfrentar seus medos. 

O livro é bem curtinho, tem apenas 200 páginas, e a leitura é rápida, li em uma tarde. Durante toda a história existem várias referências musicais e no final do livro tem uma playlist com as músicas citadas no livro.  Recomendo a leitura para todos, é uma história que trata de um tema atual e que deve ser discutido. 



| Editora: Coerência
| Autor: Renan Merlin
| Páginas: 200
| ISBN: 9788592572006

Share this:

JOIN CONVERSATION

16 comentários:

  1. Oi Thaís... até o momento só tinha visto a capa deste livro e nada mais... acho que vou gostar da leitura, pteciso de livros com temas atuais e que seja de leitura rápida.

    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Gosto de livros nesse estilo e esse parece que apresenta bem os dilemas, tem uma forma delicada de mostrar os sentimentos conflitantes e tudo relacionado ao assunto. Também achei interessante a parte musical, gosto muito quando fazem isso em livros porque com música dá um clima a mais, uma forma interessante de "gravar" a história, sabe. E esse é um tema bem atual mesmo. Uma boa dica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que você aproveite a leitura Cristiane. Beijos.

      Excluir
  3. Oi,
    não fazia idéia sobre o que era esse livro, mas gosto muito da capa. A premissa me interessa muito, essas temáticas sobre homossexualidade e auto aceitação são assuntos que merecem e muito o debate. Fiquei curiosa sobre o final da história rs
    Amei a resenha, beijos!

    ResponderExcluir
  4. Ooi! Como nos outros comentários, eu não sabia do que se tratava o livro ou mesmo o conhecia. Não é o que estou procurando para leitura, mas fico feliz que tenha gostado ^-^
    Parabéns pela resenha e boas leituras!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Ruhh e boas leituras pra você também.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  5. Amo os livros que tratam de temas como a homofobia, acho que acaba conscientizando vários leitores, só de ver a resenha já me cativei pelos personagens e fiquei querendo um final feliz para os dois, vou ler com certeza, não esperava que o livro fosse tão curto

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Gostei muito da sua resenha, me deixou bem curiosa pelo desenrolar dessa história, apesar de não ser muito meu estilo de leitura. Mas se tiver oportunidade, vou ler. Os personagens parecem bem cativantes e o enredo é muito bom. Obrigada pela dica. Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Oi Thaís. Fiquei curiosa com a história, apesar do tema ser algo polêmico, a leitura parece que flui de uma forma que prende o leitor, não é atoa que você leu tão rápido. Gosto de livros que tem temas assim, porque o preconceito existe e deve ser discutido. Adorei a resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir