Golfinhos e tubarões de Tais Cortez

Em Golfinhos e tubarões - O outro mundo, conhecemos Victoria, adotada aos cinco anos de idade por Ana e Greg, ela vive uma vida de aparências, supostamente a família perfeita diante da sociedade.

Porém, por trás disso, Victoria se sente sozinha e não acredita na maneira como seus pais biológicos morreram - doença misteriosa - e quando ela completa seus quinze anos as coisas começam a mudar fisicamente, como cor do cabelo, força sobrenatural e outras alterações que não só a deixaram assustada, como afastou seus amigos e causou estrago em sua casa. Sem explicação, durante uma discussão Victoria destruiu a casa, seus pais desmaiaram e estavam suspensos no ar desacordados. Depois disso, a convivência ficou ainda pior do que já estava e Victoria pensou em fugir, mas antes da fuga ela recebeu a visita de um casal, ao qual prometeram a Ana e Greg que o local onde ela ficaria seria para sua recuperação e entendimento do que estava ocorrendo com ela, sem pensar duas vezes Ana a enviou para este lugar desconhecido que a Victoria não imaginava o quanto era mais seu lar do que qualquer outro lugar que ela já esteve.

Ao chegar no novo mundo, ela se depara com uma escola onde ela aprenderá a controlar e explorar suas habilidades. 

“– Nós não sabemos por que existem tubarões e golfinhos, se já existem peixes. Não é uma questão de entender por que existimos, mas de saber existir sendo o que somos. - Eu esperava que o discurso de introdução a "como ser mutante" fosse ser mais demorado, mas Lisa parou de falar e esperou sorrindo. Eu gostava do sorriso dela.”

Nesta escola ela conhece Alex que de imediato chama sua atenção pela beleza física e mistério. Ela tenta aproximação, ele apesar de sentir a mesma atração tenta distanciar-se dela, porém o destino de ambos já estava entrelaçado e Alex passa a protege-la e ajudá-la em diversas situações.

“Ele não me contava tudo e eu estava certa disso. Algumas vezes, eu continuava a perguntar, tentando derrubar a barreira invisível que sentia existir entre nós. Abarreira entre o que ele me permitia saber e o que ele escondia.”

A história de GeT foi me encantando aos poucos, no início foi difícil de aceitar as semelhanças com outra história que sou apaixonada (I'm potterhead), você pode pensar que eu deveria na verdade ter me encantado de cara, mas sou estranha assim mesmo. 
A narrativa desde o início é de fácil entendimento e cativante, mas essa similaridade e o fato de Victoria ser irracional demais diante de um lugar desconhecido e com um perigo em potencial que era seu "amor" Alex me senti incomodada, parecia que ela estava diante de um feitiço e cogitei essa possibilidade diversas vezes. Foi então que minha ficha caiu, é um livro juvenil, obviamente a personagem principal haje como sua idade e estando na cabeça dela tudo torna-se intenso demais para ser compreendido sem uma carapuça juvenil (como costumo dizer), então vesti minha carapuça, ignorei as semelhanças e pronto, meus olhos se abriram em um novo olhar e perspectiva da história. 

Foi a partir daí que comecei a me apaixonar por todo o contexto, todo o mundo de GeT, os acontecimentos e principalmente por Zápia! Como eu gostaria de morar lá e viver lá para sempre. 
A narrativa te cativa de tal forma e a descrição de tudo é tão precisa que você se transporta para dentro do livro e eu adoro isso. Todas as cenas em que foram descritos o ambiente e as ações dos personagens era como eu estivesse ali, observando através dos olhos de Victoria.

A história foi entrando e ganhando espaço, mesmo após muito tempo não consigo me desprender dos personagens, querendo saber mais daquele mundo. Graças aos céus este livro tem um final, porque eu morreria se houvessem assuntos inacabados por ter me envolvido tanto com a história, porém a Tais deixou aquela pontinha que abre caminho para outro livro. 
Infelizmente ela não tem uma previsão de quando uma continuação será lançada, mas com certeza estou aguardando ansiosamente por isso. Recomendo a leitura de Golfinhos e Tubarões, assim como o novo livro romântico cristão Acima de nós da Tais que também é apaixonante. 

Acompanhe a Escritora e seus livros nas redes sociais ♥


"A solidão tinha sido minha grande companheira na maior parte da minha vida, porém eu nunca tinha estado tão consciente disso quanto naquele momento. Talvez fosse porque, diferente de antes, eu sabia que não queria mais ficar sozinha. E eu sabia quem eu queria ao meu lado."


| Livro: Golfinhos e tubarões
| Autora: Tais Cotez
| Editora: Chiado
| Páginas: 419
| ISBN: 9789895104390


Tem sorteio lá na página do Facebook! Participe! 

Share this:

JOIN CONVERSATION

6 comentários:

  1. Ooi, Letícia! Eu já tinha lido outras resenhas sobre esse livro é eu acho a ideia muito massa. Nunca li os livros de HP, então acho que eu não ficaria comparando rs além de que eu gosto de um livro da literatura juvenil, então acho que rolaria bem! Achei muito interessante essa capa e espero poder ler um dia ^-^ igualmente esse livro cristão da mesma autora. Todos dizem que é lindo!
    Beeijos
    Blog Thoughts and Adventures

    ResponderExcluir
  2. A sinopse pareceu ótima, mas seu comentário sobre semelhanças me desanimou um pouco...confesso também que fico um pouco de saco cheio de protagonistas demasiadamente ingênias ou bobinhas apaixonadas

    ResponderExcluir
  3. Oi Le adorei suas impressoes do livro!
    Eu realmente quero ler este livro, porém, estou totalmente sem tempo para ler e sem dinheiro. Mas a cada resenha maravilhosa como essa que leio, fico mais encantada ainda com Golfinhos e Tubarões!

    ResponderExcluir
  4. Oi! Ótima sua resenha, como sempre. Já fiquei com muita vontade de ler esse livro, gosto de enredos onde nos cativam de tal forma, que "viajamos" junto com os personagens e nos tornamos um só. Me parece uma história leve e sensível ao coração. Quero conferir! Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Oi Le, somos duas estranhas então, também tenho esse problema com semelhanças, fico feliz que você conseguiu deixa-las de lado e aproveitar a leitura.

    Blog Relíquias

    ResponderExcluir
  6. Oiii, Le
    Obrigada pela linda resenha!
    Adoreiii ;)
    Principalmente quando disse q sentiu como se estivesse dentro da história, vendo tudo através dos olhos da Vic! Eu adoro quando estou lendo e sinto isso!
    Agora só volta O último homem do mundo para completar sua coleção rss
    Bjsss e sucesso ao blog!

    ResponderExcluir