Como eu era antes de você de Jojo Moyes



Acredito que todos vocês em algum momento já tenham ouvido falar desse livro, muitos já leram, outros abandonaram e eu depois de muitas lágrimas consegui concluir a leitura. Então, quero falar um pouco dessa maravilhosa história.

Como eu era antes de você conta uma linda história de amor entre Louisa Clark e Will Trainor. Louisa, 26 anos, trabalha em um café perto de sua casa, mora com os pais, a irmã solteira, o sobrinho e o avô. Lou não pensava que precisava de muito para viver e estava acomodada com a vida, até que o café ao qual trabalhava fechou e ela ficou desempregada. Sem nenhuma outra qualificação além de garçonete, Louisa se vê em uma situação complicada, visto que sua grande família precisava mais do que nunca da sua ajuda financeira, então como sua ultima opção ela aceita um emprego para cuidar de um deficiente tetraplégico.
"Você só vive uma vez. É sua obrigação aproveitar a vida da melhor forma possível."
O tetraplégico é Will Trainor, 35 anos. Will era um CEO e possuía sua vida ativamente perfeita. Com belas viagens e muitas delas radicais, amava esportes, tinha uma namorada linda e uma empresa promissora, até que um dia como qualquer outro foi atropelado por uma moto. As lesões na coluna foram graves e irreversíveis, causando-lhe muito sofrimento tanto físico quanto psicológico, pois sendo ele tão independente, nunca mais tomaria um copo de água sem ajuda.
"O pior é perder a capacidade de tomar suas próprias decisões, de não ser capaz de fazer qualquer coisa sem precisar de ajuda."
O futuro de ambos não poderia estar mais entrelaçado, uma vez que ao unirem suas histórias jamais seriam as mesmas. Louisa sempre muito tranquila e muitas vezes de uma inocência evidente, namora um maratonista chamado Patrick, que prefere correr e fazer exercícios a ficar com a namorada. Lou não se importava muito com isso, mas chega uma hora na história que isso começa a incomoda-la.
Will, voltou a morar com os pais devido ao acidente e tinha como enfermeiro Nathan que depois de dois anos cuidando de suas necessidades básicas tornaram-se amigos. Apesar da situação estável de Will ele sempre fez questão de tratar mal qualquer pessoa que se aproximasse dele, com Louise não foi diferente.
Louise é uma personagem que não tem como você ficar brava com ela, apesar de sua inocência e falta de vontade em sair do comodismo você se apaixona porque percebe que o coração dela é bom. Não importa o quanto o pai dela brinque com seu jeito de ser e roupas esquisitas, não importa o quanto a mãe só se importe com o sobrinho dela e com o avô que precisa de cuidados pois sofreu um derrame, ou que sua irmã seja sempre irritante, ela sempre fica na dela e não se importa com o que os outros pensam do seu jeito de ser. Aos poucos Lou vai crescendo, o período ao qual ela trabalha para Will a faz ver além da vizinhança em diversos aspectos.
"Estou lhe dando isso porque poucas coisas ainda me fazem feliz, e você é uma delas."
Will no início me deixou furiosa, mas aos poucos, conforme fui descobrindo mais de sua antiga vida e das complicações que um tetraplégico pode ter por não se movimentar, não tomar as vitaminas na hora certa, manter a temperatura sob controle e até mesmo controlar pequenas infecções para que não se tornem um pesadelo, tudo isso me fez ver que ele tinha todo o direito de ficar de mal humor. A mãe de Will me colocou medo, assim como colocava em Louisa e em qualquer pessoa que ela impunha sua presença. Ela é juíza e sabe se manter superior as pessoas, porém em alguns momentos seu coração de mãe sofrida deixava cair essa postura tão dura e aos poucos vamos percebendo que era apenas uma camada de proteção.
Existem outros personagens que pouco a pouco nos ensina muito também, porém falar de todos eles aqui  tornaria essa resenha muito extensa.
Aprendi muito com esse livro, mais do que pensei que aprenderia. Achei a história linda e fiquei feliz pelos personagens terem crescido e se fortalecido no decorrer das páginas.
Porém, quero alertar você caro leitor, este livro me fez chorar, muito! Não apenas no final, mas em vários momentos da leitura percebi lágrimas correndo em meu rosto e só de escrever essa resenha já sinto brotar algumas lágrimas nos cantos dos olhos.
Apesar de tantas lágrimas derramadas, não me arrependo em nenhum momento de ter lido e vivido essa experiência com os personagens.
Cinema


Estou extremamente ansiosa pela adaptação cinematográfica que terá estreia em 30 de junho de 2016 nos cinemas brasileiros. Will Trainor será interpretado por Sam Claflin (Finnick Odair em Jogos Vorazes) e Louisa Clark será interpretada por Emilia Clarke (Daenerys Targaryen em Game of Thrones).




| Editora: Intrínseca 
| Autora: Jojo Moyes
| Páginas: 320
| ISBN: 9788580573299
Skoob
Foto de Thais Bueno

Share this:

JOIN CONVERSATION

7 comentários:

  1. Achei o livro muito bonito, mas honestamente esperava mais. Teve tanta hype, tanta gente falando que se acabou de chorar que acabei esperando muito da obra. É um belo romance ainda assim.

    ResponderExcluir
  2. Este é um livro que até hoje, anos após a leitora, eu não sei dizer se amei ou odiei. Claro, final feliz é questão de opinião e conheço diversas pessoas que acreditam que o desfecho foi sim feliz. O melhor que poderia haver. Em alguns momentos, acredito nisso, principalmente pelo que você comentou...A gente acaba vendo a situação do Will pelo olhar dele, menos romantizado, então a gente sente aquela dor. Não só por ter perdido os movimentos, mas por ter perdido a própria identidade, ele não se reconhece mais enquanto um ser completo. Por isso ele decide o que decide, no fim das contas. O livro pode ser feliz, de acordo com o ponto de vista, se a gente pensar que a vontade dele foi satisfeita, e que a Lou teve de fato o amadurecimento que você comentou, e teve, além disso, possibilidades que surgiram somente pela história deles dois... Mas mesmo assim, eu torci por um milagre. Não é real, a vida não é assim...Mas mesmo assim, eu torci pelo felizes, juntos, para sempre. E chorei, viu? Chorei do peito doer e os olhos arderem. Então...MInha opinião sobre este livro vive num limbo sem fim rs.

    Bj

    http://revelandosentimentos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi Le... tenho um grande sentimento por esse livro, sorri, chorei e me emocionei durante a leitura... Will teve seu desejo realizado e quebrou nossos corações.
    Livro lindo que marcou minha vida para sempre

    ResponderExcluir
  4. Oi Le
    Chorei litros com esse livro e o amei demais. No começo fiquei meio chateada e revoltada com a Jojo por fazer isso com meu emocional, mais confesso que gostei do final era a vontade do nosso querido Will!
    Também estou mega ansiosa para ver essa adaptação.

    ResponderExcluir
  5. Olá. Gostei muito da sua resenha, de suas palavras sentimentais e verdadeiras. Não li esse livro, apesar de estar estampado em todas as redes sociais, a cada instante. E também não sei se um dia lerei. No momento estou fugindo de lágrimas, por mais linda história que seja, pois estou em uma fase sensível de minha vida e sei que esse livro não cairia bem nesse momento. Quem sabe daqui a algum tempo. Abraços.

    ResponderExcluir
  6. Favoritei esse livro no coração, faz quase um mês que o li e quando lembro ainda me dá vontade de chorar, mas é MARAVILHOSO!

    ResponderExcluir
  7. Favoritei esse livro no coração, faz quase um mês que o li e quando lembro ainda me dá vontade de chorar, mas é MARAVILHOSO!

    ResponderExcluir