Cidades de papel de John Green

Aqui conhecemos a história de Quentin Jacobsen, um jovem que está no seu último ano no colégio e que é apaixonado por sua colega de escola e também vizinha desde de infância, Margo Roth Spiegelman.
Na história ele coloca que quando crianças eles adoravam brincar juntos, principalmente de descobrir mistérios, e que amava andar no bairro de bicicleta junto com ela. Só que com o passar dos anos os dois foram ficando mais afastados um do outro. Ele se tornou apenas mais um dos nerd da sua escola e ela a garota linda e popular que todos desejavam. Até que em certa noite, Margo entra no quarto de Quentin vestida de ninja, e chamando ele para fazer parte do seu plano de vingança, ele é claro que concorda em participar. Passada a noite de aventuras que ambos viveram, Quentin vai para a escola no outro dia com esperança que ela volte a se aproximar dele e que sua relação com ele venha a mudar e se tornar algo a mais do que uma simples amizade. Porém ela não aparece na escola naquele dia, nem nos dias sucessivos.

"A cidade era de papel, mas as memórias, não. Todas as coisas que tinha feito ali, todo o amor, a pena, a compaixão, a violência e o desprezo estava aflorando em mim."


"Uma cidade de papel para uma menina de papel."

O paradeiro de Margo passa a ser um mistério para todos, e logo Quentin passa a procurar e a encontrar pistas que acredita ter sido deixadas por ela para que ele possa encontrá-la. E assim ele começa uma busca implacável, passando por dificuldades para acha-la. No decorrer do livro notamos que quanto mais próximo ele está de descobrir onde ela se encontra, mais ele vai afastando a imagem criada por ele da menina que pensava conhecer.

"O para sempre é composto por agoras"

O livro é ótimo, porém a busca de Quentin por Margo ás vezes chega a deixar a leitura cansativa. Considero a capa magnifica e tendo muito haver com a história. Recomendo bastante o livro, principalmente se gosta de John Green como eu, você não irá se arrepender da leitura.

"Ela talvez gostasse tanto de mistérios que acabou por se tornar um."


Informações sobre o autor:
Um dos escritores norte-americanos mais queridos pelo público jovem e igualmente festejado pela crítica. Jonh Green é autor best-seller do The New York Times, premiado com a Printz Medal, o Printz Honor da American Library Association e o Edgar Award e foi duas vezes finalista do prêmio literário do LA Times.


O filme foi adaptado em 2015 para os cinemas, confira aqui o trailer:




| Livro: Cidades de papel
| Autora: John Green
| Editora: Intrinseca
| Páginas: 368
| ISBN: 9788580573749
| Skoob
| Onde comprar

Share this:

JOIN CONVERSATION

10 comentários:

  1. Oi Lígia !
    Não tive oportunidade de ler cidade de papel ainda, assisti o filme confesso que não gostei muito, mas o filme nunca se compara ao livro não é mesmo? Adorei a resenha !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Maria Eduarda, eu também andei assistindo o começo, porém desistir depois de umas meia hora de filme, mas pelo que ouvir falar, me disseram a mesma coisa, que o livro é melhor. Abraço! ;)

      Excluir
  2. Amo o Quentin e seu grupo de amigos (e principalmente a coleção de papais-noéis). Mas achei a Margo muito chatinha, daquelas adolescentes rebeldes e angustiadas sem causa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Priscila, eu também não fui muito com a cara dela, parece que ela é daquelas pessoas que só quer as coisas do jeito dela. Abraço! ;)

      Excluir
  3. Olá!
    Para ser sincera, ainda não li nada de John Green, apesar de sempre ver muitos comentários sobre seus livros. Já assisti o filme Cidades de Papel e gostei. Mas não tenho vontade de ler o livro. Ótima sua resenha. Obrigada. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Márcia, obrigado pelo elogio, fico feliz que tenha gostado. E em relação a John Green, eu particularmente amo demais, porém cada pessoa tem um gosto específico que adora lê né, eu por exemplo, não me dou com terror, mas espero que você venha a muda sua relação ao João Verde, rsrsr. Um Abraço! ;)

      Excluir
  4. Olá, eu fiz a besteira de assistir ao filme antes de fazer a leitura, e agora fico com preguiça mental de fazer a leitura. Quem sabe um dia eu resolva dar uma chance ao livro e aguentar as chatices da Margo!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Aline, é posso afirmar que ela é uma chata de carteirinha, e eu fico impressionado como o Quentin aguenta ela, rsrs. Abraço! ;)

      Excluir
  5. Eu já li outros livros do Mr. Green como O Teorema de Katherine e atualmente estou lendo Quem é você, Alasca e percebo que ele tem uma mesma linha, um mesmo calculo, modo de escrever: sempre tem um nerd sem muitos amigos que encontra uma linda garota bem radical e um cara gordo que vira o seu melhor amigo. O primeiro eu daria 2 ou até 3 estrelas se fosse pra classificar, o que estou lendo não estou achando muito interessante, o que me faz pensar "por que todos gostam dos livros desse cara?". Já as adaptações cinematográficas estão me interessando mais principalmente "Cidades de Papel" que afinal, quero muito ver (e ler) apesar de eu não achar John Green um ótimo escritor ou um dos meus favoritos.

    ResponderExcluir
  6. Corrigindo: ele é sim, um ótimo escritor mas não é um dos melhores. (Na minha opinião)

    ResponderExcluir